Como driblar a curva do esquecimento?

Desde o primeiro semestre da graduação os alunos do curso de medicina têm grande quantidade de conteúdos técnicos a serem assimilados e retidos, entretanto muitos se enganam quando acreditam que essas matérias iniciais não são tão relevantes para o futuro profissional e acabam por avançarem no curso com falhas nesses conhecimentos tão imprescindíveis ao ciclo e à prática clínica.


Nesse sentido, sabemos que, mesmo quando o aluno está atento às demandas do curso, a solidificação das informações requer estudos e revisões constantes. Para isso, cada estudante tem sua técnica preferida, seja com resumos, vídeo aulas, releitura de capítulos, flashcards. A ideia, com esses métodos, é driblar a curva do esquecimento e usá-la a nosso favor, já que, por exemplo, esquecemos cerca de 67% do que aprendemos em 24 horas caso não entrarmos em contato com o assunto de forma ativa e repetitiva.


A regra é clara! Para que nosso tempo de estudos e revisões sejam bem aproveitados, precisamos assumir uma postura ativa frente ao que será estudado, portanto opte por ter suas próprias anotações, ler em voz alta, assimilar particularidades do assunto estudado aos gestos que te ajude a memorizar e, também, lance mão de aplicativos e programas, como o ANKI, em que você consigue montar seus próprios flashcards, administrar suas revisões de forma constante e setorizar conteúdos que precisam de mais revisões.


Essa técnica, que te permite preparar seus próprios cards, baseado no que acha mais importante é ótima, já que ao separar as perguntas das respostas você se desafia e assume postura ativa frente à revisão quando tenta solucionar a questão antes de ver a resposta. Além disso, ter autonomia para montar seus cards de acordo com os seus critérios e ainda aproveitar que os algoritmos desses aplicativos organize a periodização de quando você deve entrar em contato com cada assunto. Isso te ajuda a driblar a curva do esquecimento, visto que o programa leva em consideração os assuntos que você menos domina, o tempo que você passou sem revisitar os exercícios e, a partir disso, calcula as repetições ideais para cada assunto!


Let’s study! Let’s work!


Redatora: Gabriella de Oliveira Fornazieri

Revisora: Sâmia Seleme



2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

60º COBEM