Outubro Rosa e a Prevenção do Câncer de Mama

Atualizado: 26 de out. de 2021


O mês de Outubro é reconhecido como um mês que simboliza ações referentes à saúde da mulher como a prevenção e diagnóstico precoce do Câncer de Mama , e mais recentemente, do Câncer de Colo do Útero. O Outubro Rosa é celebrado desde os anos 90 e tem como objetivo conscientizar e proporcionar maior acesso aos serviços de saúde, a fim de reduzir a mortalidade de mulheres no país.


O Câncer de Mama é o tipo de câncer mais comum na mulher brasileira, atrás somente do câncer de pele. O diagnóstico e tratamento precoce é de grande importância para a diminuição das mortes em decorrência do câncer de mama.


Segundo dados do INCA, estima-se que haja 66.280 casos novos de câncer de mama em 2021 no Brasil, com um risco estimado de 61,61 casos a cada 100 mil mulheres. Sendo que as maiores taxas de incidência e de mortalidade estão nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.

Quando falamos em diagnóstico precoce, estamos falando sobre o exame físico e a mamografia. Apesar de parecem óbvios, ainda lidamos com muita falta de informações para a população feminina, além de muitas divergências a respeito da técnica envolvida e a idade para se começar a realizar o rastreamento do câncer de mama.


Diretrizes do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, da Sociedade Brasileira de Mastologia e da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, indicam que o rastreamento do câncer de mama deve ser realizado em mulheres com mais de 40 anos de idade, por meio de exame físico e mamografia anual. Já segundo o INCA, o rastreamento deveria restringir-se à idade entre 50 e 69 anos, por meio da mamografia a cada 2 anos. Admite-se a associação da mamografia à ultrassonografia em casos de mamas densas, ou à ressonância magnética, naquelas com alto risco familiar para câncer de mama.


Como suspeitar de um Câncer de Mama?

Os principais sinais e sintomas suspeitos são: nódulo, geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja (também conhecido como “peau d'orange”), alterações no mamilo e saída espontânea de líquido - aspecto de água de rocha ou sanguinolento - de um dos mamilos (descarga papilar). Também podem aparecer pequenos nódulos em região do pescoço ou das axilas.


E o autoexame das mamas?

Atualmente não se recomenda o autoexame das mamas como técnica a ser ensinada às mulheres para rastreamento do Câncer de Mama. Estudos importantes sobre o tema demonstraram baixa eficácia e possíveis malefícios associados a essa prática. Ainda assim, a postura atenta das mulheres no conhecimento do seu próprio corpo e no reconhecimento de alterações suspeitas são de extrema importância, uma vez que haja alteração, recomenda-se a procura de um serviço de saúde o mais cedo possível – estratégia de conscientização para o diagnóstico precoce do câncer de mama! A mulher deve ser estimulada a conhecer o que é normal em suas mamas e a perceber alterações suspeitas de câncer, por meio da observação e palpação ocasionais de suas mamas, em situações do cotidiano, sem periodicidade e técnica padronizadas como acontecia com o método de autoexame.



Fontes:

https://www.inca.gov.br/campanhas/outubro-rosa/2021/eu-cuido-da-minha-saude-todos-os-dias-e-voce

https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document/cartilha-mama-6-edicao-2021_1.pdf

https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//diretrizes_deteccao_precoce_cancer_mama_brasil.pdf

https://www.google.com/url?sa=i&url=https%3A%2F%2Fpebmed.com.br%2Fquais-sao-os-sinais-de-alerta-no-autoexame-da-mama%2F&psig=AOvVaw1uBJPOoogqEwjpyWVwy5Xg&ust=1635174053075000&source=images&cd=vfe&ved=0CAsQjRxqFwoTCIDzjpio4_MCFQAAAAAdAAAAABAD

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo